Caixa Económica da Misericórdia de Angra passa a Sociedade Anónima e abre-se a outros capitais

2018-11-14

Caixa Económica da Misericórdia de Angra passa a Sociedade Anónima e abre-se a outros capitais

A Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo já concluiu o processo de transformação em Sociedade Anónima, com a realização de uma Assembleia geral Extraordinária.

Segundo fontes da administração da Caixa Açoriana, tal transformação em nada altera o modelo de funcionamento da instituição, sendo, no entanto, configurada agora a possibilidade de abertura de capital social a outras entidades.

Apesar disso, segundo a Administração da Caixa Económica da Misericórdia de Angra, a maioria do capital será sempre da entidade fundadora e titular, aliás, como decorre do novo regime jurídico das Caixas Económicas que classifica a Caixa de Angra como Caixa Económica Bancária, equiparando-a a Banco.

Esta alteração estatutária não altera também a estratégia definida pela CEMAH que pretende continuar a posicionar-se como uma importante e sólida instituição financeira ao serviço da economia dos Açores e sempre com o objetivo de proteção dos seus depositantes, acrescenta as fontes contactadas pelo RCA.

A CEMAH obteve um “Resultado Líquido de 2,6 milhões de euros, até ao final do terceiro trimestre do corrente ano, aumento de 166% face ao mesmo período do ano anterior, tendo o Produto Bancário registado uma evolução positiva de 29%”, fruto, em boa medida, de um aumento da carteira de depósitos de 5,2% e de 11,2% na carteira de créditos concedidos, o que reflete a confiança dos clientes.