Podem fechar esquadras da PSP nos Açores por falta de agentes

20-09-2021

O alerta é dado pelo Sindicato Nacional de Polícia (SINAPOL): Há o perigo concreto de, “a curto prazo”, várias esquadras passarem a estar fechadas, por de reforço do efetivo da PSP na Região.

Podem fechar esquadras da PSP nos Açores por falta de agentes

Há o perigo concreto de, “a curto prazo”, várias esquadras açorianas passarem a estar fechadas em alguns momentos do dia e que a polícia, por força de estar a perder elementos e não ver reforçado o seu efetivo, venha a diminuir a capacidade de resposta à população. 

O alerta é dado pelo Sindicato Nacional de Polícia (SINAPOL) que pede outro tipo de diligência por parte das Câmaras Municipais e do próprio Governo dos Açores na resolução do problema da crescente falta de agentes no arquipélago.

Em comunicado, o SINAPOL denuncia que dos 40 novos agentes da PSP prometidos para os Açores, por Vasco Cordeiro e Eduardo Cabrita, presidente do Governo Regional e Ministro da Administração Interna, respetivamente, vão chegar apenas 20 aos Açores - região que já tem uma crónica falta de 200 agentes.

Perante isto, o SINAPOL sente-se defraudado e quer deixar claras as eventuais consequências da falta de investimento no corpo policial dos Açores. 

No documento, o sindicato alerta “para o aumento substancial do fecho diário de esquadras; o aumento do tempo de resposta à população devido à falta de efetivo; o aumento das horas extraordinárias não pagas aos agentes, chefes e oficiais da polícia”, e frisa que o não reforço pode vir mesmo a colocar “em causa a segurança pública” dos açorianos.